Por que pensar "fora da caixa"?


Imagem: https://unsplash.com/@shahramanhari


Enquanto designer e psicóloga social, uma das frases que mais me incomoda é "Pense fora da caixa" e vou te explicar os meus motivos e você não precisa concordar comigo. Quando nascemos fazemos parte de uma sociedade que já existe, por isso somos seres sócio-histórico-culturais, além de já nascermos impregnados com todos os elementos genéticos.


Ao longo da vida, iremos fazer parte de grupos, inicialmente a nossa família, depois na escola, onde passaremos pela socialização secundária e após isso no ambiente de trabalho e neste contato com o outro poderemos comparar aqueles valores que tínhamos como absoluto no processo de socialização primária, no seio familiar, com aqueles que outras pessoas do nosso convívio em outros espaços possuem. Iremos assistir filmes, ouvir músicas, ver programas de tv, séries, desenhos, fazer amizades, desenvolver gostos, prazeres, ideologias, hábitos, manias e por aí vai, e estas coisas irão dizer muito sobre nós, sobre nossa personalidade. Vamos pensar nisso tudo como uma caixa. Por que eu pensaria fora da caixa se a construí deste jeito, com estes ingredientes e muito mais, por se tratar da minha história de vida e da construção feita ao longo de todos estes processos e contatos?


Acho que o pra mim não tem como não pensar dentro da caixa, mas é fundamental sempre ter furos nela pra que você também possa pensar de outras formas. É natural pensar com base no seu olhar e na sua perspectiva de vida, até porque isso é quem faz você se tornar quem é e construir esta caixa do modo que você a fez. O que não dá é pra se tornar intolerante a tal ponto de não se permitir espiar e aprender com as "caixas" vizinhas, mas cada um terá montado sua caixa ao longo da vida e o bom é que ela pode ser feita e desfeita várias vezes ao longo do tempo. E aí, consegui defender meu ponto de vista? Haha! Concordam comigo ou não? Dê sua opinião! :)

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo